Semana Santa em Minas Gerais mistura religiosidade, tradição e cultura

Municípios mineiros contam com uma programação especial para os fiéis no próximo feriado

Fiéis que encontram, nos rituais, uma maneira de relembrar dos últimos momentos até a ressurreição de Cristo

Fiéis que encontram, nos rituais, uma maneira de relembrar dos últimos momentos até a ressurreição de Cristo

Vivenciar em Minas Gerais a fé, a arte e a cultura durante a Semana Santa. Esta é a proposta da Secretaria de Estado de Turismo (Setur) para o feriado prolongado que se aproxima. Municípios mineiros contam com uma programação especial para os fiéis que encontram, nos rituais, uma maneira de relembrar dos últimos momentos até a ressurreição de Cristo.

O secretário de Estado de Turismo, Mário Henrique Caixa, salienta que o turismo religioso é um dos principais atrativos turísticos do estado. “Além de encontrar o tradicional espetáculo da fé, o visitante tem ainda a oportunidade de passear pelas ladeiras históricas, admirar a arquitetura colonial e se deliciar com a rica gastronomia encontrada em todas as regiões de Minas Gerais”, afirma Caixa.

Belo Horizonte e entorno

Na capital, a Semana Santa é celebrada pelas paróquias da Arquidiocese de Belo Horizonte. Os fiéis se unem em uma grande demonstração de fé, religiosidade e devoção, que tem início no Domingo de Ramos, data que recorda a entrada triunfal de Jesus Cristo em Jerusalém e termina no Domingo de Páscoa, com a celebração da ressurreição.

A dica para quem quer curtir o feriado em Belo Horizonte é visitar o Circuito Liberdade. Todos os espaços estão com programação intensa durante o período. O Inhotim, em Brumadinho, também estará de portas abertas para visitação.

Para quem prefere passear ao ar livre, os Parques Municipais de Belo Horizonte oferecem diferentes opções para desfrutar de bons momentos de lazer, descanso e descontração. Todos eles estarão abertos durante o feriado.

Santuário Estadual Nossa Senhora da Piedade

O Santuário Estadual Nossa Senhora da Piedade, localizado em Caeté, a 48 quilômetros de Belo Horizonte, é um dos roteiros mais procurados pelo turista religioso. A tranquilidade do lugar, situado a 1700 metros acima do nível do mar, é propícia para momentos de reflexão e orações.

Em dias claros, é possível, também admirar belas paisagens, tendo como pano de fundo as montanhas de Minas Gerais. Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) – o Santuário é ponto de encontro dos devotos da padroeira de Minas Gerais, Nossa Senhora da Piedade.

A partir do início da Quaresma – que começou na Quarta de Cinzas –, o local recebe, a cada domingo, aproximadamente quatro mil visitantes que percorrem uma ladeira de cinco quilômetros em Via Sacra que lembra os últimos momentos de Cristo. Desde o início da quaresma, a igreja se veste de luto, todas as imagens dos altares são cobertas de roxo.

As procissões percorrem as principais ruas do centro histórico, contado com a participação de alguns moradores que vestem personagens bíblicos. Na sexta-feira da Paixão é montada a representação do calvário na Praça João Pinheiro, ao final do dia, ocorre o decida da Cruz e a procissão de enterro que acompanhada por sociedades musicais do município.

Cidades históricas

A Semana Santa em Ouro Preto é considerada uma das mais tradicionais do Brasil. Além do cenário propício e que relembra a paixão de Cristo, diversos são os atos religiosos, pontos de referências para as celebrações. Junto aos ritos religiosos, há uma produção na cidade para receber milhares de turistas.

A cidade oferece diversas atrações durante a semana como encenações litúrgicas nas escadarias e adros das igrejas, via Sacras com quadros vivos, filmes e folheteria, com o histórico e a descrição das cerimônias, indicando rituais e locais, exposições de artes em diversas salas e galerias da cidade, além da confecção do tradicional tapete com 22 quilômetros, feito com serragem, borra de café, raspa de couro e afins.

Em Mariana, as festividades diárias do mês santo tiveram início no último dia 11 com celebrações penitenciais, sempre às 19h, em diferentes regiões da cidade. Na sexta-feira da Paixão, fiéis cobertos por túnicas brancas percorrem as ruas do centro histórico, no fim da noite, para reviver a “Procissão das Almas”, uma antiga lenda marianense.

As celebrações se estendem até o dia 27/3, quando acontece o Domingo da Ressurreição, que encerra a programação da Semana Santa com celebração Eucarística na Praça dos Ferroviários e procissão da Ressurreição na Catedral Metropolitana.

Sabará conta com diversas atividades católicas entre sermões, ofícios quaresmais e missas. As ruas da cidade se transformam em cenário de procissões quando os casarões centenários emprestam suas belezas para a celebração da data. No Domingo de Páscoa haverá missa solene na Praça Melo Viana, em seguida haverá procissão até a Matriz de Nossa Senhora da Conceição.

A tradição é destaque nas celebrações em São João del-Rei. A Semana Santa é uma demonstração da fé que se mantém por aproximadamente 300 anos através de suas cerimonias religiosas. A celebração é a única no Brasil que preservou antigas tradições, hoje abolidas, como a utilização do latim, considerado língua morta que é utilizada nos Motetos, nas Matinas e Laudes, tocadas e cantadas.

Em Diamantina, a Semana Santa tem como destaque a encenação da Sexta-Feira da Paixão, com guardiões romanos e cerca de 300 participantes reproduzindo a Via Sacra. Na manhã do Domingo de Páscoa, as ruas são enfeitadas com flores e nas janelas dos sobrados surgem colchas e toalhas coloridas.

A charmosa Tiradentes preserva tradições centenárias nos ritos da Semana Santa. O destaque vai para os passos, pequenos altares construídos no século 18, que ficam fechados durante a maior parte do ano, mas abrem suas portas durante as procissões de Ramos e das Dores. A cerimônia do lava-pés, que ocorre na quinta-feira santa na igreja matriz é um dos eventos mais movimentados. No Domingo de Páscoa, os moradores decoram suas janelas com toalhas bordadas e mudam a paisagem da cidade.

Para uma Páscoa especial

Araxá preparou uma celebração especial: a Páscoa Iluminada. A programação, que começa no dia 25 de março e se estende até 24 de abril, conta com espetáculos de padrão mundial com muita música, luzes, tecnologia de ponta e arte. O evento acontece no maior atrativo turístico da região, o famoso Grande Hotel de Araxá.

Além das celebrações cristãs, época de Páscoa é também época de saborear deliciosos chocolates.  Monte Verde oferece aos visitantes os mais variados tipos da iguaria: chocolate ao leite, amargo, meio amargo, com recheio de licor, trufas recheadas e fondues. Já se tornou tradição a confecção de um bolo gigante, com tantos metros quantos os anos de fundação do distrito (este ano terá 65 metros) que é distribuído aos moradores e turistas no dia da Páscoa.

Para as crianças, ovos de páscoa são escondidos e a sua caça vira uma grande diversão. Além disso, o destino é uma ótima escolha para aqueles que já querem ir desfrutando um pouquinho do clima frio e das paisagens que a cidade oferece.

Fonte: Agência Minas

Compartilhe

Copyright © Guia Comercial Alfenas – Portal I9Minas (INOVE Minas) – Alfenas-MG - Guia Comercial Alfenas, Guia OnLine, I9 Alfenas, Portal i9 Alfenas